SOU PAPAI

SOU PAPAI

terça-feira, 30 de agosto de 2011

Saída,,,Como Organizar?

Hoje vou escrever, como é tentar sair com um pequenino junto, ainda estamos no começo dessa nova fase, saímos pouco ainda, mas quando isso acontece, tudo tem que Ser organizado com antecedência, fazemos as visitas periódicas ao pediatra, logo mais vou postar sobre isso, e visitas na Fabrica de Foto, logo mais também vou descrever sobre isso, raras vezes a casa dos avós e mais raros em restaurantes.
Mas sendo pai, essa é uma tarefa que você pode fazer sozinho, vamos fazer um check list:
1o Montar a bolsa, dentro colocar fraldas, coloque no mínimo 3, roupinha reserva, conjunto completo com calça, body e macacão, fralda de pano, para cobrir o local, trocador "portátil", creme para assadura, lenço umidecido, mais prático para higiene, álcool gel, para limpeza de sua mão antes e depois da troca, certidão de nascimento pequena, já existe hoje uma certidão original do tamanho de um RG e sacos plásticos, para descartar fraldas sujas e colocar possíveis roupas que sujem também.
2o Carrinho no porta malas, isso hoje em dia é uma prova de fogos, ou os carrinho estão grandes, ou nosso automóveis muito pequeno, só ele pode ocupar quase todo seu bagageiro.
3o Verificar se o bebê conforto esta corretamente preso no assento do carro, existem vários modelos e varias formas de prender corretamente, leia o manual para melhor se informar, vale a pena colocar sempre atras do banco do passageiro, pois caso esteja sozinho no carro, você consegue visualizar e ter acesso mais rápido do seu banco.
4o Caso alguém vá atrás, no meu caso é sempre, verifique se está tudo certo também, como cintos e limpeza do carro, se puder não utilize o ar condicionado, em caso de calor, utilize porém com as janelas da frente pouco abertas, assim você faz a troca do ar, além de manter o ambiente um pouco menos seco.
5o Caso a saída seja por um periodo mais longo, veja se existe a necessidade de levar cobertas, ou mantas, pois os pequenos tem a perda rápida de calor.
Acho que é isso, você nesse quesito pode fazer tudo, deixando para a mãe a responsabilidade "apenas" de ficar com o bebê, no começo isso é meio atrapalhado depois vira rotina.
Essa semana devemos fazer nossa primeira viagem, então depois eu conto como foi...

sábado, 13 de agosto de 2011

Dia dos Pais!!!



Dia 14 de agosto de 2011, se comemora no Brasil  o Dia dos Pais, esse é meu primeiro ano nessa atividade, graças a Deus e ao Diogo, vou ter a felicidade de poder comemorar essa data, sabendo que hoje em dia, é uma data um tanto quanto comercial, tenho a sorte ainda dele não ter a minima ideia sobre isso, portanto vou ter o Dia do Pai na essência, e se hoje sou Pai tenho muito em agradecer ao exemplo que tenho com o meu, o grande Salvador, além de pai, exemplo de pessoa e profissional e acima de tudo meu amigo, com ele posso ter a intimidade de sorrir e chorar, e saber que sempre ele estará junto a minha mãe de braços abertos...
Podendo parecer meio piegas, mas se você tem um pai, ou 
alguém que representa essa palavra, faça essa data diferente para ele, mas não se esqueça dos outros dias, não vire as costas para quem sempre lhe deu a frente para te abraçar. 

Segue abaixo algumas definições

Pai

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Pai (do latim patre; também chamado de genitorprogenitor, ou ainda gerador) é a figura masculina de uma família que tenha um ou mais filhos e assume o primeiro grau de uma linha ascendente de parentesco. A paternidade dá-se pela ancestralidade biológica (isto é, a partir da fertilização), proveniente do casamento, da união estável e/ou da relação monoparental como estado de parentesco.Ainda há também a possibilidade legal de paternidade a partir da adoção ou técnicas de reprodução assistida.
Comumente, o termo assume um cunho religioso, proveniente da igreja cristã e da judaica, sendo um dos epítetos de Deus. Também é a primeira pessoa da Santíssima Trindade e é usado para se referir a padres, a partir da origem da palavra. 'Pai' também é uma forma de chamar o cacique de uma tribo indígena.
Todos os anos, em pelo menos treze países é celebrado o Dia dos Pais. A comemoração se originou nos Estados Unidos, em 1910, partida da ideia de Sonora Louise Smart Dodd, entretanto, apenas foi oficializada pelo presidente Richard Nixon em 1972, como sendo no terceiro domingo de junho. Porém, a data varia de país para país, tendo a maioria adotado no mês de junho.
Em uma família típica, o pai torna-se responsável pela educação e criação de seus rebentos e o sustento da família. Esta responsabilidade provém do século XIX, onde assumia inteiramente o poder econômico, à posição pública do homem e à posição de autoridade masculina, sendo visto como o chamado "pai-professor-patrão". No século XX, já o cenário familiar se alterara, dando espaço para as mães assumirem parte do controle financeiro, baseado em um modelo capitalista, individualista.

Etimologia
Na língua portuguesa, a palavra pai é proveniente do latim pater (também interpretado como pátre, patris). O termo possui vínculos com a palavra padre, tendo ramos e origens semelhantes, a partir do costume de se chamar o clérigo de pai.
A origem do Dia dos Pais

Ao que tudo indica, o Dia dos Pais tem uma origem bem semelhante ao Dia das Mães, e em ambas as datas a idéia inicial foi praticamente a mesma: criar datas para fortalecer os laços familiares e o respeito por aqueles que nos deram a vida.
Conta a história que em 1909, em Washington, Estados Unidos, Sonora Louise Smart Dodd, filha do veterano da guerra civil, John Bruce Dodd, ao ouvir um sermão dedicado às mães, teve a idéia de celebrar o Dia dos Pais. Ela queria homenagear seu próprio pai, que viu sua esposa falecer em 1898 ao dar a luz ao sexto filho, e que teve de criar o recém-nascido e seus outros cinco filhos sozinho. Algumas fontes de pesquisa dizem que o nome do pai de Sonora era William Jackson Smart, ao invés de John Bruce Dodd.
Já adulta, Sonora sentia-se orgulhosa de seu pai ao vê-lo superar todas as dificuldades sem a ajuda de ninguém. Então, em 1910, Sonora enviou uma petição à Associação Ministerial de Spokane, cidade localizada em Washigton, Estados Unidos. E também pediu auxílio para uma Entidade de Jovens Cristãos da cidade. O primeiro Dia dos Pais norte-americano foi comemorado em 19 de junho daquele ano, aniversário do pai de Sonora. A rosa foi escolhida como símbolo do evento, sendo que as vermelhas eram dedicadas aos pais vivos e as brancas, aos falecidos.
A partir daí a comemoração difundiu-se da cidade de Spokane para todo o estado de Washington. Por fim, em 1924 o presidente Calvin Coolidge, apoiou a idéia de um Dia dos Pais nacional e, finalmente, em 1966, o presidente Lyndon Johnson assinou uma proclamação presidencial declarando o terceiro domingo de junho como o Dia dos Pais (alguns dizem que foi oficializada pelo presidente Richard Nixon em 1972).
No Brasil, a idéia de comemorar esta data partiu do publicitário Sylvio Bhering e foi festejada pela primeira vez no dia 14 de Agosto de 1953, dia de São Joaquim, patriarca da família.
Sua data foi alterada para o 2º domingo de agosto por motivos comerciais, ficando diferente da americana e européia. 
Em outros países
Pelo menos onze países também comemoram o Dia dos Pais à sua maneira e tradição.
Na Itália, Espanha Portugal, por exemplo, a festividade acontece no mesmo dia de São José, 19 de março. Apesar da ligação católica, essa data ganhou destaque por ser comercialmente interessante.
Reino Unido - No Reino Unido, o Dia dos Pais é comemorado no terceiro domingo de junho, sem muita festividade. Os ingleses não costumam se reunir em família, como no Brasil. É comum os filhos agradarem os pais com cartões, e não com presentes.
Argentina - A data na Argentina é festejada no terceiro domingo de junho com reuniões em família e presentes.
Grécia - Na Grécia, essa comemoração é recente e surgiu do embalo do Dia das Mães. Lá se comemora o Dia dos Pais em 21 de junho.
Portugal - A data é comemorada no dia 19 de março, mesmo dia que São José. Surgiu porque é comercialmente interessante. Os portugueses não dão muita importância para essa comemoração.
Canadá - O Dia dos Pais canadense é comemorado no dia 17 de junho. Não há muitas reuniões familiares, porque ainda é considerada uma data mais comercial.
Alemanha - Na Alemanha não existe um dia oficial dos Pais. Os papais alemães comemoram seu dia no dia da Ascensão de Jesus (data variável conforme a Páscoa) . Eles costumam sair às ruas para andar de bicicleta e fazer piquenique.
Paraguai - A data é comemorada no segundo domingo de junho. Lá as festas são como no Brasil, reuniões em família e presentes.
Peru - O Dia dos Pais é comemorado no terceiro domingo de junho. Não é uma data muito especial para eles.
Austrália- A data é comemorada no segundo domingo de setembro, com muita publicidade.
África do Sul - A comemoração acontece no mesmo dia do Brasil, mas não é nada tradicional.
Rússia - Na Rússia não existe propriamente o Dia dos Pais. Lá os homens comemoram seu dia em 23 de fevereiro, chamada de "o dia do defensor da pátria" (Den Zaschitnika Otetchestva). 



domingo, 7 de agosto de 2011

Banho!!!

Acho que vou começar a postar coisas comuns do dia-dia, porém que ainda geram medo, principalmente em pais de primeira viagem, todos dizendo que é simples, fácil, moleza, e só na hora que é com você, que se percebe que não é tão fácil, mas também nada impossível, a prática é o melhor professor da teoria....

Começando com o BANHO, que se encaixa direitinho nessa descrição aqui de cima,,,,

Acabei pegando trechos de alguns sites, e da nossa experiência, grande de 22 dias,,,hehehe

Na hora do banho é preciso esquecer qualquer outro compromisso e se concentrar inteiramente no filhote. Dar o banho às pressas, pensando em mil coisas ao mesmo tempo não dá certo. Infelizmente, pesquisas mostram que é grande o número de acidentes com bebês durante o banho.

A água do banho do recém-nascido merece uma atenção especial. Existem algumas recomendações importantes sobre a temperatura e até mesmo a quantidade de água na banheira, o que facilita o trabalho da mãe e não põe o bebê em risco.
Segundo a enfermeira Ana Paula Ferreira, da UTI neonatal do Hospital e Maternidade Santa Joana, não há necessidade de que a água da banheira seja filtrada.
A temperatura da água é um fator muito importante. Crianças se queimam a temperaturas menores do que adultos por causa da pele mais fina e do tamanho da massa corporal. “Existem termômetros próprios para medir a temperatura da água. Para quem não tem um, a dica é colocar a parte inferior do antebraço – aquela onde a pele é mais macia - e sentir se a temperatura da água está morna”, sugere Ana Paula. A temperatura deve se ajustar à estação do ano, mas varia em torno de 36 ou 37 graus, 
Para encher a banheira, primeiro deve ser colocada a água fria e depois a quente, até atingir a temperatura ideal. Antes de colocar o bebê, misture bem as águas por toda a banheira e jamais acrescente água fria ou quente quando a criança já estiver lá dentro. Nós damos o  banho no quarto, então quem prepara a água sou eu, enquanto a Márcia, já vai adiantando o lado do Diogo, eu encho um balde grande, coloco primeiro água fria e depois completo com quente, já estou meio acostumado a chegar na temperatura, só então depois eu levo para a banheira, com isso toda água se mistura, não tendo o perigo de um canto ficar quente ou outro fria.

Começamos primeiro limpando o Diogo, se estiver com xixi ou cocô, usamos algodão com sabonete líquido diluído em água, enrolamos ele como um charutinho, usando uma fralda grande, levando até a banheira, onde então limpamos o rosto, os olhos, sempre usando o algodão, partimos para a cabeça, até então molhamos, depois com pouco shampoo, lembre-se neutro, fazemos espuma e logo enxaguamos, levamos de volta até a bancada e enxugamos o cabelo.
Agora tiramos a fraldona, e vamos para o banho do corpo, sempre apoiando a cabeça, colocamos ele sentado na banheira, no começo é meio complicado, pois ele ainda não alcança o bumbum na banheira, nessa hora ele não gosta muito, pois perde o apoio, uma dica é colocar uma fralda de pano no peito, isso acalma bem, primeiro molhando e depois usando o sabonete e enxaguando, não precisa esfregar muito, o bebê não trabalhou, não fez atividades que precisem tanto de sabonete, pois isso acaba tirando a camada de proteção.

Depois colocamos ele de bruço, apoiando pelo peito, essa fase ele gosta, pois agora ele encosta o pé no fundo da banheira, então hora de lavar as costas, mesma sequência,molhar, ensaboar e enxaguar,,,HORA DE SECAR...
O banho tem que ser prazeroso, porém não demorado, pois ele perde temperatura muito rápido, como estamos no inverno, antes do banho acabamos ligando o aquecedor, deixando o ambiente mais quente, para que ele não sinta tanto essa mudança de temperatura.
Secar bem, não deixando nada molhado, pois isso pode acabar trazendo micoses oportunistas, começamos sempre colocando a roupa pela parte de cima, isso faz aquecer o tórax dele mais rápido, para depois vestir a parte de baixa, não esqueça, se caso ainda esteja com o coto umbilical, enxugar bem e limpar com álcool a 70%, usando um cotonete, passar a pomada para evitar assadura, fralda, e cair para o abraço... 

Sempre após o banho o Diogo ganha uma recompensa, vai direto para o colo da Márcia, e poder mamar, relaxar, depois disso, o sono é garantido.
Não tenha medo de fazer, ou de ajudar, aqui estamos fazendo de tudo o mais prazeroso possível, para nós e para o Diogo, faça também isso com o seu,,,
Mês que vem, quero começar o banho do balde, muito legal, depois eu posto como funciona,,,,


Dedico essa postagem para o meu amigo, companheiro, filho CHICÃO, nosso bulldog, que no dia 31 passado, nos deixou, foi para o Céu, morreu nos meus braços, ele era o nossa mascote, nosso filho peludo...Fica com Deus meu amigo, amamos muito você,,,,beijão filho, pai e mãe,,,



domingo, 31 de julho de 2011

Melhor impossível...

 Bom, hoje o Diogo completou 16 dias, desde então ainda não compartilhei como está sendo, diria que mais fácil  do que imaginávamos, e com certeza mais prazeroso do que esperávamos. Tivemos muita sorte com ele, super tranquilo, chora como todos, porém sempre por algum motivo de fato, xixi, cocô ou fome,,,não sendo aquele recém-nascido enjoado, chorão, assim como todos os pais, tenho certeza que o meu é bem mais esperto do que a média, estamos ainda na fase babona,,,então tudo é lindo e novidade...
Infelizmente, minha esposa acabou apresentando complicação pós cesárea, apresentando infecção na incisão, o que fez com que ela viesse apresentar fortes dores, uma das causas possíveis é ser casada com médico, chamamos isso de CRM positivo, mas Graças a Deus, ela está melhorando aos poucos, com isso o Diogo, teve que no começo ficar no nosso quarto, a principio em um berço desmontável ao lado de nossa cama, mas nem por decreto ele gostava, no quarto dele, dormia como um anjo, no nosso era só colocar e ele chorava, fazendo então que ele dormisse nesses primeiros 14 dias em nossa cama, já que era complicado minha esposa levantar todo momento para ir até o outro quarto.
Agora com a melhora dela, ele já está dormindo no quarto dele, e está tranquilo por enquanto, chora para nos chamar mesmo...nesse momento qual o papel do pai???
Bom, vamos lá, a grande mantenedora disso tudo é a MÃE, desista se você quiser competir atenções com ele, melhor nem tentar, mas você pode ser um excelente coadjuvante...só depende de você...eu estou tentando estar ao lado, ajudando por exemplo a montar tudo para o banho, arrumando as nossas refeições, separando as roupas dele e nossa, acho que nesse momento o foco da Mãe é exclusivo com o bebê, então cabe ao pai assumir as outras funções, deixando tudo na santa paz, lógico que quando possível.
Lembre de organizar as visitas ao pediatra, retorno com o ginecologista, vacinas, e tudo que precisa organizar, além de fazer a Certidão de Nascimento e se tiver convênio, incluir o mesmo, pois se tem apenas 30 dias para isso, não tendo nenhuma carência, após esse período, o bebê começa do zero, tendo que respeitar todas as carências, e se apresentar alguma doença no nascimento, isso pode complicar no futuro, caso precise de algum procedimento maior.
Respondendo, quanto a trocar fraldas, sim eu troco fraldas, mas garanto que não é tão fácil assim...hehehe...
Abraços....

terça-feira, 26 de julho de 2011

GANHADOR DO SORTEIO, BLOG PAI DE FILHO!!!

BOM DIA...
O sorteio foi realizado ontem a noite, após dormida do Diogo, hehehe, já era hoje na verdade...
Utilizei o random.org, e o vencedor foi:

CAROLINA TRAVALINI


PARABÉNS!!!
Entrarei em contato para mandar seus presentes...
Vai ter mais sorteio, fiquem atentos...

segunda-feira, 25 de julho de 2011

O MOTIVO DISSO TUDO EXISTIR!!!

O MOTIVO DISSO TUDO EXISTIR...

Agora, com o computador em casa, vou mostrar o grande motivo disso tudo, a existência desse blog, se dá apenas e exclusivamente pela existência dessa pessoa, impressionante, como em apenas alguns segundos, sua vida toma um novo rumo, muito mais gostosa, animada, mal dormida,responsável por alguém que ainda não sabe pedir, reclamar ou agradecer, mas apenas uma careta, já faz todo sentido da minha vida...




quinta-feira, 21 de julho de 2011

O QUE É UM MENINO.

Bom, estamos bem na correria, nos adaptando essa nova mudança, mas a melhor com certeza da minha vida, recebi hoje esse texto de uma amigona nossa, a Vanessa Gomes, que quando leu pensou na Márcia, no Diogo e em mim...



O QUE É UM MENINO
Tradução de Benedito Ferri de Barros


Entre a inocência da infância e a compostura da maturidade há uma deliciosa criatura chamada menino.
Embora se apresentem em tamanhos, pesos e cores sortidos, todos os meninos têm o mesmo credo: aproveitar cada segundo de cada minuto de todas as horas de todos os dias e protestar ruidosamente (o barulho é sua única arma) quando seu último minuto é decretado e os adultos os empacotam e metem na cama.
Meninos são encontrados em todas as partes: em cima de, embaixo de, dentro de, subindo em, balançando-se no, correndo em volta de , pulando para.
As mães os adoram, as meninas os odeiam, irmãos e irmãs mais velhos os suportam, adultos os ignoram o céu os protege. Um menino é a Verdade com o rosto sujo, a Beleza com um corte no dedo, a Sabedoria com um chiclete no cabelo,a Esperança do futuro com uma rã no bolso.
Quando você está ocupado, um menino é um conversa-fiada intrometido e amolante. Quando você deseja que ele cause boa impressão, seu cérebro vira geléia, ou ele se transforma em uma criatura sádica e selvagem empenhada em desmontar o mundo ao seu redor.
Um menino é um híbrido: o apetite de um cavalo, a disposição de um engole-espadas, a energia de uma bomba atômica de bolso, a curiosidade de um gato, os pulmões de um ditador, a imaginação de um Júlio Verne, o retraimento de uma violeta, o entusiasmo de um bombeiro – e quando se mete a fazer alguma coisa é como se tivesse cinco polegares em cada mão.
Gosta de sorvete, canivetes, serrotes, pedaços de pau, água (no seu “habitat“ natural), bichos grandes, Papai, sábados, domingos e feriados, mangueiras de água. Não é partidário de catecismo, escolas, livros sem figuras, lições de música, colarinhos, barbeiros, meninas, agasalhos, adultos e “hora de dormir”.
Ninguém se levanta tão cedo, nem chega tão tarde para o jantar. Ninguém se diverte tanto com árvores, cachorros e mosquitos. Ninguém mais é capaz de meter num único bolso um canivete enferrujado, uma maça comida pela metade, um metro e meio de barbante, um saco de matéria plástica, duas pastilhas de chiclete, três notas de um real*, um estilingue e um fragmento de “substância ignorada”.
Um menino é uma criatura mágica: você pode mantê-lo fora do seu escritório, mas não pode expulsa-lo de seu coração. Pode pô-lo para fora da sala de visitas, mas não pode tirá-lo de sua mente. Queira, ou não, ele é seu captor, seu carcereiro, seu dono, seu patrão – um cara sarapintado, um nanico, um mata-gatos, um pacote de encrencas. Mas quando à noite você chega em casa, com suas esperanças e seus sonhos reduzidos a pedaços, ele possui a maia de solda-los em um segundo, pronunciando duas palavras somente:”Alô, mamãe!”...

segunda-feira, 18 de julho de 2011

De Fato- PAI DE FILHO!!!

Como poderia começar, acho que agradecendo, primeiramente a Deus, a Márcia, que passou por tudo isso, e ao meu lado estamos curtindo muito, aos pais, tios, Dra. Flávia Ricci Kuroba e a todos os parentes e amigos, que nessa hora, foram muito importantes trazendo uma palavra de carinho...agradecemos também ao Hospital São Luiz, unidade Anália Franco, onde estamos sendo muito bem tratados, com uma equipe altamente especializada e humana, dos médicos ao serviço de limpeza, todos são excelentes, além da estrutura física em si...
Só quem já passou por isso pode ter a mínima noção, vou tentar descrever, no meu caso que gosto, como a ida em uma montanha russa nova, a gestação é a fila do brinquedo, como ele é novo, a fila é longa, com sol batendo direto, esquentando, a chegada no hospital é quando se entra no carrinho para sentar, no meu caso ainda na primeira fila, colocar os cintos e travar o brinquedo é a chegada no Pré- parto, quando começa o carrinho a subir, escutando aquele barulho, o coração começa a bater mais forte, aquela adrenalina correndo solta, é já o inicio da anestesia, do procedimento em si, quando se escuta do médico, respira fundo que tá vindo, é a mesma sensação da parada da montanha russa antes da queda, que na verdade no máximo que se consegue é suspirar, para no meu caso, a queda livre é um grande barato do brinquedo, sentir a velocidade, o prazer, o vento batendo, liberando todas as emoções, isso é o nascimento, mas logo depois vem a primeira curva fechada, é o primeiro exame do pediatra ainda na sala de parto, para verificar as repostas e reflexos do bebê, depois disso só posso dizer que a montanha russa só começou, dizem que é a mais longa do planeta, com curvas, subidas, retas e quedas, assim como nossa vida...agora é aproveitar, sentir medo, coragem, alegria e emoções ao lado do nosso DIOGO, minha mais nova montanha russa....
Diogo nasceu com 49 centímetros, pesando 3,260 kilos e um pulmão de dar inveja, chorou logo de início, respondendo bem a todos os estímulos...
Vou ficar devendo as fotos, pois como ainda estamos no hospital, não baixei as fotos para o computador, e aqui eu acabei trazendo o IPad, que não tem câmera,é o 1, então assim que chegar em casa, com calma eu posto as fotos...
Mais uma vez.....OBRIGADO

sexta-feira, 15 de julho de 2011

Último ?? Amanhã primeiro...

Bom, chegamos ao fim dessa etapa, hoje é o último dia e noite que eu e minha esposa estaremos sozinhos, a partir de amanhã teremos o prazer e alegria da presença do nosso Diogo, que ele possa chegar com calma, paz e muita saúde.
A nossa maratona começa 5:30 da matina, quando saímos em direção para São Paulo, rumo ao Hospital São Luiz, para que 8:30, Dra. Flávia, equipe, pai, avós, tios e todos possam participar desse momento.
O blog, continua, ou melhor, deve mudar um pouco, pois agora estarei mostrando de fato como é a rotina de um pai, deixo de ser um observador, e entro nessa história..rsrsrs
Gostaria de agradecer, Deus acima de tudo, e para todos que de uma maneira ou de outra participam do blog, seguindo, comentando ou apenas lendo...
O SORTEIO do dia 25 continua, não percam, hoje vou colocar o outro prêmio, vai ser bem legal...deixe seu comentário lá, para concorrer...
Fiquem com Deus....
Na próxima vez que voltar, já vou ser PAI DE FILHO!!!

sábado, 9 de julho de 2011

Última Semana!!!



Contagem Regressiva,,,,

Essa é nossa última semana, sem a presença de fato do Diogo, olha que não foi fácil...

Tivemos um pequeno contratempo, pois na semana passada, a Márcia me liga, com dores muito fortes, dando sinal que o Diogo iria chegar antes do que deveria, nisso voltei correndo, levando a Márcia até o Hospital, nesse momento digo que tive medo, pois ainda não estava no tempo certo, já que estávamos com 36 semanas, sendo então prematuro, podendo nascer com alguma dificuldade, bom chegando ao hospital, a Dra. Flávia, já estava nos aguardando, e na dúvida já reservado uma vaga na UTI neonatal.

Colocamos a Márcia na cama, e com calma, ela foi examinada, tendo então o quadro de cólica renal, e não de trabalho de parto, dizem que a dor é a pior que existe, Graças a Deus era só cólica, só não, era dor de verdade, o que fez a Márcia passar um dos piores fim de semanas, tivemos alta no mesmo dia, dois dias depois, lá vem uma nova crise, só que agora as 3:30 da madruga, voltamos para o Hospital, e mais uma vez prontamente a Dra. Flávia estava lá do nosso lado, digo que é nessa hora que conhecemos quem é o médico de verdade...era muito mais fácil ligar para o colega de plantão e passar o caso, mas não, lá estava ela prontamente do nosso lado, e para variar a Dra. Marília também estava, essa é mais que amiga nossa, e sempre que estamos na correria no Hospital lá ela está, infelizmente a última vez que eu encontrei a Marília nesse hospital foi na partida do meu sogro, porém em apenas 6 horas ela se fez mais do que muitos em vários anos...

Voltando, acabamos ficando internado, para a Márcia poder ter um pouco de alívio das dores, e olha que não foi fácil, e nisso o medo da chegada adiantada do Diogo, olha que no final do corredor existia uma imagem de Nossa Senhora, acho eu que de Fátima, toda vez que saia do quarto, eu ia lá pedir pela melhora da Márcia, e para que o nosso filho pudesse ainda ganhar tempo dentro da mamãe, amigos, colegas médicos, parentes, tios, avós, todo mundo de uma forma ou de outra acabaram nos ajudando, ou por orações, ou mesmo por telefonemas, conselhos, palpites, etc....mas ajudaram...

No começo da semana, assim como veio, a dor se foi, e pudemos voltar para a casa, e novamente poder com calma, junto com a Dra. Flávia planejar o melhor para a chegada do Diogo, com direito a conselhos do Tio Álvaro, que não basta ser tio, tem que ser conselheiro técnico também,,,hehehe..

Concluímos que para a segurança do Diogo e da Márcia, o dia 16 de julho, já seria uma boa data para a tão esperada chegada do nosso filho... Sábado de manhã, peço para quem puder, parar por apenas 1 minuto, e mandar boas energias, para a chegada de uma nova vida....

Gostaria de Agradecer em especial aqui a Dra. Flávia Ricci e ao Buscopan....conselho....tome água!!!


 

quarta-feira, 29 de junho de 2011

SORTEIO DE PRESENTE!!!



PROMOÇÃO DE NASCIMENTO
Bom, como todos devem saber, dia 22 de julho, Diogo deve estar chegando se Deus quiser,,,,então nada melhor do que comemorar...
Estarei realizando o sorteio de um presente, aqui no blog para os leitores...
Para isso, é necessário deixar um comentário abaixo desse post, com nome e e-mail válido..
O prêmio, por enquanto é surpresa, mas vai valer a pena...GARANTO!!!
O sorteio será realizado no dia 25 de julho, dia que estaremos chegando da maternidade...e nada melhor do que comemorar...
Até lá...

ATUALIZAÇÃO: 02/07/2011

Hoje, começo a contar um pouco dos "PRÊMIOS"...
Poderão participar, futuros pais, apenas pai ou apenas a mãe,,,rsrsrs

O primeiro presentão é o livro "Manual do Bebê", do Dr. Ruy Pupo Filho, esse livro me ajudou muito, por isso dizem que informação deve ser transmitida...


Outro grande presente é um ÓCULOS DE SOL, masculino ou feminino, isso vai depender do sorteado, da Óptica Empório do Óculos, da minha amiga Conceição Leite, aqui de Mogi, que viu o blog e também topou entrar nessa promoção...

Lembrando, para participar é obrigatório, um comentário abaixo...apenas nesse post, até o dia 22 de julho...
Calma que ainda tem mais, vou colocando aos poucos os outros prêmios...
Vai Perder??

terça-feira, 14 de junho de 2011

DEPRESSÃO PÓS-PARTO MASCULINA

Hoje estava vendo o site UOL, e encontrei esse artigo na página principal, achei interessante e fiz a cópia na integra do artigo.
Não fazia idéia de ser tão comum a depressão masculina pós- parto, segue abaixo:


Por mais que a chegada de uma criança traga felicidade, a vida de qualquer casal sofre uma avalanche de mudanças –em especial aos pais de primeira viagem. O bebê que acaba de chegar requer atenção, energia, afeto e cuidados específicos o tempo todo. Ao fim do dia pai e mãe estão exaustos -e ainda terão uma madrugada de mamadas que os espera. Como nessa fase a ligação entre a mãe e o bebê é mais forte do que nunca, é natural que o homem, em algum momento, sinta-se excluído, mesmo que nem se dê conta disso.

Para alguns, a compreensão do instinto materno e a certeza de que a fase caótica é passageira ajudam a enfrentar o surgimento desse novo núcleo: a família. Outros têm um pouco mais de dificuldade. Até sentem um pouquinho de ciúme do filho e saudade da antiga silhueta da mulher, mas passa logo. Porém, há recém-papais que se irritam o tempo todo –e sentem-se culpados por isso, já que deveriam esbanjar felicidade. Começam a sentir um cansaço extremo e um pessimismo inexplicável, além de desânimo em relação a qualquer atividade do dia a dia. É a (ainda) pouco falada depressão pós-parto masculina dando as caras.

De acordo com a mestre em psicologia Dorit Verea, diretora da Clínica Prisma – Centro de Tratamento Intensivo para Transtornos Emocionais, de São Paulo, a depressão pós-parto sempre foi estudada como um transtorno unicamente feminino, por questões prioritariamente biológicas. “Porém, as influências psicológicas e sociais que acometem as mães também podem acometer o pai. A doença é caracterizada por uma tristeza profunda que pode aparecer nos três primeiros meses pós-parto e é mais comum em pais de primeira viagem”, explica.

Em um momento em que todas as atenções estão voltadas à criança –e à mãe, em segundo lugar– o homem acaba negligenciado, assim como são subestimadas as suas emoções. No entanto, a doença merece atenção, pois, quanto antes for diagnosticada, mais rapidamente será curada (veja os sintomas na tabela abaixo). Em alguns casos, a essa depressão provoca pensamentos mórbidos ou suicidas e até mesmo o abandono do lar, pela dificuldade de lidar com a situação.

AS CAUSAS

A depressão pós-parto masculina pode ser o reflexo de um medo silenciado de não conseguir cuidar da família (principalmente financeiramente); do futuro; da mulher não voltar à forma física ou não lhe dar mais atenção... “Essa fase suscita várias perguntas na cabeça dos homens: será que vou ser um bom pai? Como educar meu filho? Será que ele gostará de mim? Esse tipo de preocupação pode dar um empurrãozinho para o estresse e a ansiedade, somados a inseguranças, medos... Quando tudo isso foge ao controle, a depressão pode entrar em cena”, avisa a psicóloga  Dorit Verea.

É importante ressaltar que existem situações que predispõem ao problema. “Nos casais em que a mulher é acometida da depressão pós-parto, seja o estado psicótico seja o estado depressivo, existe maior chance de o homem reagir com o mesmo problema”, afirma o psicólogo e terapeuta sexual Oswaldo Rodrigues Martins Jr., diretor do Instituto Paulista de Sexualidade (Inpasex), que completa: “Quem já teve fases ou períodos depressivos anteriores, terá mais chances de reagir depressivamente nesta fase.”

PEÇA AJUDA

A conversa com amigos e parentes é útil. Por outro lado, cuidado. "Há momentos em que cada um dá um palpite, o que pode piorar a situação. Apenas escute as experiências e converse sobre os seus sentimentos com alguém que vai saber ouvi-lo”, sugere a psicóloga e consultora motivacional Roseana Ribeiro, do Rio de Janeiro.

“Filho é para sempre e a sensação inicial é que nunca mais a preocupação vai lhe deixar em paz. Nada melhor do que o tempo para ajudar a entender que não é bem assim”, pondera. Em suma, dividir os sentimentos é positivo, mas se notar que é necessário mais do que um ombro amigo para conversar, não exite em procurar ajuda profissional.

"O importante é não permitir que os sintomas persistam. Todo tratamento é mais fácil e rápido no começo”, ressalta Roseana. Uma psicoterapia direcional e de breve período, com duas consultas semanais, é o ideal. O uso de medicação depende das características individuais e psiquiátricas de cada paciente, assim como a duração do tratamento.

O PAPEL DELA

Em geral, a mulher pode ajudar –e muito– o seu parceiro que não está bem mantendo o alto-astral e mostrando (com exemplos) ao marido que ele requer auxílio especializado. Porém, como os afazeres com o bebê ocupam boa parte de seu tempo, nem sempre a mulher nota o que está acontecendo, por mais sensível que seja.

Amigos e parentes são fundamentais nessa hora, principalmente mantendo as antenas bem ligadas para apatia, desleixo (barba por fazer e roupas sujas, por exemplo) e dificuldade com atividades do cotidiano. Mas dividir o problema com a mulher é bom. Mesmo que ela não tenha notado, não significa que não se importe. Exponha seus sentimentos.


AUTOCONHECIMENTO


Como não é possível, ainda, desprezar a possibilidade de a depressão pós-parto atingir homens com conflitos mal resolvidos relacionados com a companheira e consigo como filho de seu próprio pai, a psicóloga Dorit Verea aconselha aproveitar esse momento complexo para se conhecer melhor.

"Quando estamos numa crise, estamos mais abertos para mudanças. É uma grande oportunidade de resolver conflitos antigos que podem estar atrapalhando a vida da pessoa há anos”, destaca. “Como prevenção, aconselho os candidatos a papai a acompanhar, ao lado da mulher, cada etapa da gravidez. É na rotina de exames, nas conversas com médicos e com outros pais que eles, sem perceber, vão se preparar para o que vem pela frente.”


DEPOIMENTO DE QUEM VIVEU


Foi sem avisar que a depressão pós-parto masculina apareceu na casa do empresário carioca Matheus Maggiori, de 31 anos. “Eu queria estar feliz. Na verdade, estava feliz, porque sempre sonhei em ser pai, mas tinha dificuldade em demonstrar, em lidar com as noites mal-dormidas, com o choro do meu filho, com as dores da minha mulher... Só pensava em sumir, em ter de volta a vida de antes”, confessa.

Para o empresário Matheus, foi uma conversa franca com o melhor amigo do trabalho que lhe abriu os olhos. “Ele me disse que eu deveria ir ao médico, pois estava me achando inquieto, nervoso, desatento. Abri o jogo com minha mulher e ela me incentivou a buscar ajuda. Hoje estou curado e curtindo muito as brincadeiras com meu filho tem quatro anos”, salienta.

segunda-feira, 13 de junho de 2011

Dica: Livro "Manual do Bebê"


Acho que vale a pena dar uma dica que nos está ajudando, esse pelo menos é o intuito do blog, ajudar, principalmente o pai, que de fora pode acabar sendo peça importante nessa história toda, ganhamos esse livro do Cláudio e da Patrícia, casal de amigos que foram presenteados com o Pedro esse mês, e haviam lido e gostaram.
Esse livro foi escrito pelo Dr. Ruy Pupo Filho, médico pediatra, com mais de 25 anos de experiência, atuando em consultório, neonatologia e terapia intensiva neonatal, na cidade de Santos.
O objetivo é de uma maneira simples, explicar e orientar os pais de primeira, segunda ou qualquer viagem, como lidar com a chegada do Bebê em casa, sendo de fácil e rápida leitura, tudo que é preciso para um manual.

O Manual é dividido em 12 capítulos:

1. A ENTREVISTA COM O PEDIATRA NO PRÉ-NATAL
2. O PEDIATRA NA SALA DE PARTO
3. A PRIMEIRA CONSULTA E OS CUIDADOS DE ROTINA
4. A AMAMENTAÇÃO
5. O BEBÊ QUE NECESSITA DE CUIDADOS ESPECIAISA UTI NEONATAL- O RECÉM NASCIDO PREMATURO
6. CALENDÁRIO DE VACINAS
7. COMO ESTIMULAR O DESENVOLVIMENTO DO BEBÊ
8. COMO INTERAGIR COM O BEBÊ ESPECIAL
9. COMO ENSINAR O BEBÊ A DORMIR BEM
10. ALIMENTAÇÃO NOS PRIMEIROS ANOS DE VIDA
11. A CHEGADA DO IRMÃO
12. QUANDO E COMO TIRAR O BEBÊ DAS FRALDAS

Olhando assim, pode até parecer chato, mas decididamente não é, muito pelo contrário, pois no meio desses capítulos vão dicas, de como se preparar para ir até a maternidade, como proceder nos primeiros cuidados, com banho, amamentação, cordão umbilical, vacinação, crescimento, desenvolvimento neurológico e motor, dentição, entre outras...
Ao final de cada capítulo, ele coloca Dúvidas e Respostas, sobre o tema abordado, segundo ele, as dúvidas são as mais comuns que aparecem no consultório.
Esse Manual pode ser encontrado nas melhores livrarias, a editora é a Elsevier, o valor é em torno de R$68,00, pouco salgado?? Mas vale cada centavo...
Caso prefira, existe o site: http://guiadobebe.uol.com.br, uma forma interativa do livro, com a consultoria do Dr. Ruy.
É isso, espero que gostem,,,,


domingo, 12 de junho de 2011

Chá de Bebê,,,Festa Junina...

Bom, esse final de semana resolvemos por realizar o Chá de Bebê do Diogo, um pouco diferente dos outros, resolvemos chamar homens e mulheres, assim todos participam,,,
Estando no mês de Junho, juntamos também a fome e a vontade de comer, e fizemos então a Festa Junina, Arraia do Diogo, tinha Cachorro Quente, Cuscuz, Torta Salgada, Milho Verde, Pipoca, Arroz Doce, Sagú, Doce de Abóbora, Paçoca, Vinho Quente e Quentão, o melhor tudo feito por nós e pelos amigos.
O mais legal da festa é ver a família e os amigos juntos, trazendo um carinho para nós, querendo participar desse momento nosso, ajudando com presentes e FRALDAS!!!
Tivemos ao lado de pessoas que nos querem e queremos bem nesse nosso momento, lógico que faltaram pessoas, também não tinha como e nem onde chamar mais gente,,,,
Gostaria de agradecer, por todos que estiveram e por todos que nos ajudaram a fazer desse Chá, um ENCONTRO.
Seguem algumas fotos...
Depois vou postar o quarto já pronto...











quarta-feira, 8 de junho de 2011

Um novo Torcedor!!!

Bom, provavelmente posso gerar polêmica,,,
Porém é uma decisão do casal, poder transmitir educação, amor e carinho ao filho,,,
Somos torcedores do Corinthians, e para variar em cada loja que entramos com alguma coisa para bebê, não saimos de mãos vazias...Essa semana estivemos na Loja Poderoso Timão aqui no Shopping de Mogi e acabamos encontrando essa camiseta....
Não deu para resistir, mesmo sabendo que ele terá o direito de opção no time, desde que seja o Corinthians...rsrsrs

terça-feira, 31 de maio de 2011

O que significa DIOGO???


Hoje, aqui em Mogi está um frio,,,
Como não tinha muita coisa para fazer, me apareceu uma Grande Dúvida!!!
Qual o significado de Diogo, segundo o Wikipédia...texto no Ctrl C + Ctrl V

Diogo (nome)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
     O prenome Diogo deriva do latim Iacobus, que por sua vez é uma latinização do nome hebreu Ya'akov (יעקב), que significa literalmente calcanhar.
De fato, sabe-se que Jacó teria nascido segurando o calcanhar de seu irmão gêmeo Esaú. O mesmo termo poderia também ter o sentido de suplantar, em alusão ao prato de lentilhas que toma Jacó em lugar de Esaú, quebrando um direito de primogenitura, pelo qual o prato corresponderia a seu irmão, nascido alguns minutos antes.
Diogo seria assim uma das inúmeras variantes de Jacó, cunhada por falsa etimologia do nome latino Iacobus. Como mais uma variante do nome Jacó, Diogo apresenta o mesmo significado e origem. Alguns populares e pouco precisos livros de nomes próprios apresentam Diogo como um nome isolado, dando-lhe falsos significados como "belo" e até mesmo como sendo uma variante de diabo.
Em português, o nome Diogo tem as seguintes outras versões: Jacó, Iago, Tiago e Jaime.

Outra hipótese etimológica

Alguns lingüistas sustentam que Diogo seria derivado do latim Didacus. Desde os primeiros documentos latino-portugueses escritos em Portugal desde 882, o nome vem documentado através das formas "Didaco", "Didagu", "Diaco" e "Diago" que foram abonadas amplamente em documentação da Idade Média.

 

sábado, 28 de maio de 2011

Como eu vou poder ajudar quando o Diogo chegar...


Durante minhas leituras, li esse artigo, desenvolvido pelo Dr.Roberto H. Cooper que é médico, formado pela UFRJ, achei interessante, pois a chegada do "novo morador" a relação marido e mulher muda, e se acrescenta a relação pai e mãe, deixando claro que é uma relação de soma e não de divisão,  com esse artigo ele me deu dicas de como vou poder ajudar no começo...ai vai:
Ingredientes:



Você vai precisar de:






Amor, Calma, Paciência, Compreensão e tudo mais um pouco...




    Passo a Passo

    Compreensão

    Compreenda que este é um momento fundamental para a saúde e bem estar do seu bebê. Por isso, não só aceite, como incentive esse cuidar que a mãe tem pelo filho.
    Sem competição
    Não se sinta excluído, nem procure competir com o seu bebê, pela atenção da sua mulher. Você tem um papel fundamental neste momento que é o de proteger mãe e filho das ameaças externas.

    Pai herói

    As ameaças externas não são mais tigres nem leões da floresta! Hoje, essas ameaças são as quantidades de informações e, pior, informação errada, que bombardeiam a mãe, gerando insegurança. Seu primeiro papel é, portanto, de protetor, como se dissesse para sua mulher: “cuida bem do bebê que eu estou cuidando para que nada as atrapalhe”. Se uma avó ou vizinha começa a inventar muita história e deixar sua mulher insegura, é hora de limitar visitas e tranquilizar a mãe.

    Só vocês

    Troque as fraldas do seu bebê. Um ótimo momento para você ficar perto, tocar, sorrir, falar e, ao mesmo tempo, ajudar a mãe a descansar um pouco.

    Seja prestativo

    Ajude nas tarefas da casa, para que a mãe possa estar mais descansada para cuidar do bebê. Coisas que você não fazia habitualmente podem ser de grande ajuda. Como, por exemplo, arrumar a casa, varrer, fazer as compras, cozinhar, lavar pratos e roupas. Enfim, tudo que puder deixar a sua mulher mais tranqüila e descansada será uma belíssima forma de você estar participando do crescimento e desenvolvimento saudável do seu bebê.

    Seja companheiro

    Acompanhe sua mulher e o bebê às consultas com o pediatra ou às vacinas no posto de saúde. Você provavelmente estará mais calmo e poderá ouvir o que o médico ou enfermeira tem a dizer. Assim, mais tarde, poderá repetir o que ouviu, ajudando a mãe a ficar mais tranqüila ou orientando-a a fazer como foi sugerido.

    Participe

    Na hora da mamada, verifique se a mãe está confortável. Veja se está com sede (por causa de um hormônio que é liberado durante a mamada, muitas mulheres sentem sede nessa hora) e ofereça água. Garanta que o ambiente esteja tranqüilo e convide as visitas ou irmãos a se afastarem, deixando a mãe o bebê bem calminhos.

    Faça a sua parte

    Ajude a mãe na hora de colocar o bebê para arrotar. Você pode fazer isso.

    Converse

    Converse com a sua mulher sobre suas preocupações, dúvidas e aflições. Ouça com calma e carinho e ajude-a a se sentir segura. Lembre-se que as mães sabem o que deve ser feito. Muitas vezes elas não acreditam nisso. Sua função é, também, lembrá-las dessa capacidade que toda mulher tem.

    Não entre em pânico

    Se o seu bebê começar a chorar muito, de forma inconsolável, não entre em pânico. Sua mulher já vai estar assustada e você precisa ter um pouco de controle. Depois de verificar se o bebê não está com fome, frio, calor ou algum desconforto, pegue-o no seu colo, muito calmamente e o abrace com firmeza. Às vezes os bebês precisam sentir que estão amparados. Tenha paciência e aguarde um pouco. Não tente abraçar por 30 segundos, balançar por mais 30 segundos, colocar no berço 30 segundos, colocar no carrinho 30 segundos. Abrace com firmeza por uns 5 minutos. Geralmente funciona.

    Esteja presente

    Sempre que puder, converse com o seu bebê. Sorria, faça caretas, fique próximo. Apesar da relação com a mãe ser a mais forte, neste momento, sua presença, seu toque físico (experimente a delícia que é colocar o seu bebê, só de fraldas, deitado sobre o seu peito), são muito importantes também.

    Tenha paciência

    Seja extremamente paciente com a sua mulher. Nos primeiros dois meses de vida do bebê, ele pode estar “uma pilha” de nervos, cheia de preocupações e medo. Cabe a você, nesta etapa, ser mais paciente e tolerante.

    Aproveite o momento

    Aproveite cada momento dessa fase. Passa muito rápido e é uma experiência única na vida de um homem. Não espere seu bebê crescer para curti-lo.

    terça-feira, 17 de maio de 2011

    Ansiedade é APELIDO!!!

    Hoje vou colocar sobre ANSIEDADE!!!
    Com a chegada do último trimestre estamos na maior ansiedade com a chegada do Diogo, as mudanças no corpo da mãe, movimentos dele durante o dia, e o assunto em qualquer roda de conversa que eu esteja, faz com que a ansiedade para sua chegada só aumente.
    Sabemos que é muito importante essa fase final para o "acabamento" em sua formação, principalmente pulmonar, e cada semana a mais dentro são ao menos duas a menos de uma internação.
    Mas não é fácil, esse fim de semana, viajamos para o interior de SP, Águas de Lindóia, com toda a minha família, essa região é conhecida como circuito das malhas, e para variar acabamos comprando roupas para ele, tem coisa que ele só ira usar com 1 ano de idade, mas já aproveitamos, o que ainda não sei direito, mas com certeza a nossa alegria de poder imaginar ele usando aquela blusa, ou gorro....brinco que os seis primeiros meses do Diogo serão necessários doze para poder usar tudo que estamos comprando e ganhando...o que é muito bom pois mostra o carinho que estamos recebendo e dando para ele.
    Na ultima consulta da Márcia, minha esposa, com a Dra. Flávia, fomos finalmente liberados para começar a preparar o enxoval e o quarto do Diogo, na hora começamos a rir, pois acho que esta tudo pronto a mais de dois meses, hehehe, pois até antes o nascimento seria incompatível com a vida, mas vou ser sincero duvido que alguém espere até 29 semanas para começar a fazer alguma coisa, e imagino a dor e tristeza caso a gravidez seja interrompida por qualquer motivo.
    Bom agora estamos meio que na contagem regressiva, se preparando, esfriando, o que é bom para a Marcia, deixa ela mais confortável, porém para o Diogo vai sofrer um pouco com esse nosso inverno, mas nada que o gorro, blusa e cachecol desse fim de semana não o ajude.
    Obs: Podem comentar...

    terça-feira, 3 de maio de 2011

    Escolha da Maternidade

    Sei que ainda com quase 28 semanas parece meio cedo em falar de Maternidade, mas como sou médico isso é algo que desde o começo estava me deixando pouco intrigado.
    Por ser médico, isso acabou me ajudando pois conheço as Maternidades de Mogi das Cruzes, o que não me deixava seguro para poder dar todo o suporte para a Márcia e muito menos ao Diogo, sofremos de estrutura técnica, quando temos essa não temos a de profissionais, e quando encontramos com ambas sofremos de lotação, o que resulta numa maior chance de infecção, por mais besteira que um parto ou cesárea aparenta, ela envolve riscos, e poder dar a chance de suporte para os dois é para mim o mais importante.
    Fizemos o convênio médico já nos preparando para uma possível gravidez, e antes de assinar o contrato conferimos a rede referenciada de maternidades, buscamos um plano que coubesse em nosso orçamento, porém com o serviço que gostaríamos de ter e receber, fizemos o Sul América, por enquanto sem nada que reclamar, muito pelo contrário.
    Agora já grávidos conversamos com a obstetra Dra. Flávia Ricci, sobre opções já que eu não gostaria que fosse em Mogi, porém assim como disse, a escolha da Maternidade tem que haver um consenso entre a paciente e o médico, isso se deve pois o obstetra tem que estar acostumado com a rotina do hospital, sei bem isso no meu dia dia, quando vocé vai realizar alguma cirurgia em um hospital que não é de seu costume, as coisas demoram para se encaixar e desenrolar, e numa urgência é muito importante que toda equipe esteja acostumada a trabalhar juntos, como um time de futebol, se não o jogo pode se tornar perigoso.
    Resolvemos pelo Hospital São Luiz, www.saoluiz.com.br, unidade Anália Franco, fizemos essa escolha pois é próximo de Mogi, apresenta estrutura, equipe treinada para o pré-parto, centro cirúrgico completo e UTI neonatal com pediatras capacitados e UTI adulto também estruturada, espero não ter que utilizar nada disso, mas se precisar sei que nem a Márcia e nem o Diogo estarão privados de alguma assistência que poderia ser prevenida, agendamos uma visita ao hospital para conhecer suas dependências e fiquei impressionado com a limpeza, segurança e a dinâmica da equipe, além de relatos positivos sobre o mesmo.
    Sei que alguns podem ler e achar frescura, E que 99,9% dos nascimentos correm bem, e tudo isso pode parecer supérfluo, mas por ser médico que sei que a "frescura" nesse caso pode fazer a diferença na saúde de quem eu amo.
    Até...

    domingo, 17 de abril de 2011

    Carrinho de Passeio....A SAGA!!!


    Olha esse foi um dos temas que mais gerou pesquisa e descobertas,,,,
    Impressionante como existem modelos, tamanhos, fechamentos e principalmente preços diferentes, nessa hora que percebemos como o Brasil sofre com os impostos e nós sofremos com a falta de opção e com o preço abusivo.
    Os modelos então aparecem como de viagem ou passeio, quatro ou três rodas, com ou sem bebê conforto, fechamento normal ou tipo guarda chuva, de rua ou para trilhas e praia, aço carbono ou aluminio, ABS, Air bag, até entrada para ipod vc encontra como esse aqui da marca Jeep, sim aquela mesmo que faz carros do meu sonho também fazem carrinhos para bebê.

    Pensei por vários momentos em ir para os EUA e fazer compras para o enxoval do Diogo, principalmente na categoria de Strollers, vurgo carrinho de bebê, a diferença é muito grande, porém como me faltava tempo $$$, resolvi ficar por aqui mesmo e tentar comprar o melhor com um bom preço.
    Hoje esses carrinhos são muito grandes, por um ponto é bom pois traz mais conforto para o bebê, porém vc pode ter certeza que uma mãe, sozinha, com o bebê no colo, não consegue fechar, muito menos colocar no porta malas do carro, pois são pesados e nada práticos.


    O que levei em consideração foi a praticidade para a minha esposa poder usar, bem como a segurança para o Diogo ficar tranquilo, escolhemos o modelo da marca Infanti que já vem com o bebê conforto até o 1 ano segundo o fabricante, quanto ao preço é meio que tabelado, não existindo diferenças grandes...

    Estivemos na loja AlôBebê em São Paulo, aliás excelente loja com várias opções de produtos para o enxoval, se prepare com seu cartão de crédito, pois ele sairá fininho de lá...
    O site da loja é: http://www.alobebe.com.br
    Minha Dica: Cuidado, pois esses carrinhos impressionam, e isso nem sempre tem relação com a qualidade, segurança e praticidade, peça sempre para o vendedor mostrar como abre e principlamente fecha, veja seu porta malas para ver como ele vai entrar e sair de lá, pois não tem só ele, tem bolsas, malas, pacotes e outras coisas....pense no preço pois o tempo de uso é limitado.
    É isso, semana que vem tem mais...
    Vou colocar um vídeo de um carrinho TOP OF MIND....hehehe